h1

J’ai Deux Amours

dezembro 3, 2008

saopaulo

 

Eu já declarei o meu amor pelo Rio de Janeiro no post ” Noites Cariocas”, mas ando bem feliz e bobinha esses dias porque estou indo para São Paulo visitar algumas pessoas queridas. Sim, ao contrário de muitos que torcem o nariz eu sou uma carioca apaixonada por São Paulo. São Paulo me faz bem.
Confesso que é díficil se apaixonar pela cidade em um primeiro olhar. São Paulo não possui uma natureza exuberante, tem muito prédio ,muito trânsito, muitas ruas e nenhuma prainha para aliviar o olhar. São Paulo é quase como a vida as vezes, quando ela está cinza demais e diz para a gente: ” mergulha em mim, querida que você encontrará muitas coisas boas”. E é de noite que a cidade se revela, até porque São Paulo é 24 hrs, de segunda a segunda. Non- stop. E são luzes, tantas luzes…
Mas como não ver beleza na Avenida Paulista, que em alguns trechos nos dias mais frios me faz pensar que eu estou na Europa? Como não ver beleza nos Jardins, com suas lojas chiquérrimas e residências impecáveis? Na Rua Augusta, reduto dos alternativos e suas expressões máximas de estilo? Na Pinacoteca? No Masp? Ou na Estação da Luz… Ou na Liberdade? Até o caos da 25 de março tem lá o seu charme.
São Paulo reúne pedaços do mundo em uma única cidade. Japoneses, árabes, italianos, coreanos…Parece que eles deram um jeitinho de contar a sua história em São Paulo. E contam através de pizzarias, casas de esfihas, restaurantes japoneses e até de lojinhas com aquela máquina digital com um preço super incrível.
As más línguas dizem que os paulistas são antipáticos e que se arrumam demais. Eu discordo. São apenas diferentes. Mas podem vir a ser alguns dos melhores amigos que você terá na vida. E quando uma cidade é fria de noite , você precisa de um bom casaco, um par de botas e meia calça. E não tem jeito friozinho, cria uma imagem mais ” arrumada.” Mas ninguém nunca me olhou de cara feia por andar de havaianas na Avenida Paulista. Até porque sempre vai ter algo muito mais interessante para olhar nessa miscelânea de estilos.
Eu já estou aqui pensando nos barzinhos, nas livarias e no cafés, nas noitdas e na comilança( São Paulo sempre me agrega uns quilinhos a mais…).
Apesar de tudo, não sei se trocaria o Rio por São Paulo, para morar. Mas toda vez que acho a cidade maravilhosa pequenas demais, rumo para São Paulo. O Rio é a minha raiz, São Paulo é a minha asa.
Caetano já dizia que “alguma coisa acontece no meu coração,que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João…” E alguma coisa sempre acontece no meu coração quando eu estou em São Paulo.

 J’ai Deux Amours.

Anúncios

3 comentários

  1. e eu q nao conheço nem rio nem sampa??
    beijoooo


  2. Que fofo!!!

    Sou de Sampa,mas moro no Rio (meu marido é carioca).
    E foi em uma dessas idas do meu marido pra Sampa que nos conhecemos.
    Ele tbm se apaixonou pela cidade (bem diferente da cidade dele por sinal),mas é uma cidade que acolhe o Brasil.
    Nos casamos e moramos 8 anos lá.
    Meu marido decidiu largar o emprego e nós decidimos nos mudar pro Rio e me apaixonei de cara!!!
    Amo morar aqui,o clima,a natureza,as roupas e principalmente o carioca que sempre me dei bem com todos que eu conheci 🙂
    Apesar das saudades que aperta da minha família,quero continuar a viver aqui por muito e muito tempo.Mas SP a minha cidade está no meu coração…

    Ameei seu blog ,já até favoritei 🙂

    Beeeeeeeeeeijos


  3. visitar SP é melhor que morar, aliás, é uma coisa completamente diferente (e digo isso com a autoridade de uma paulistana em florianópolis desde 2004).
    quem visita não se estressa – não deveria, pelo menos – mas, quem mora, passa todo dia pela odisséia que é se locomover naquela cidade e ainda ganha fama de adorar uma filinha… haha já ouviu essa?
    dizem que quando paulistano vê uma fila já vai entrando, nem olha pro lado pra ver se tem outra opção, adora esperar!
    visitando a gente come bem, passeia bem, ouve música boa, encontra aqueles lugares mais legais do mundo, revê os amigos e, quando o fim de semana acaba, ainda vai embora levando uma lembrança e aquele suspirinho de saudades! hahaha nada melhor, né?

    beijos, guria!

    ps: confesso que sinto falta dos pastéis de feira… aqui não tem nada parecido… se puder, coma um de queijo por mim! hahahahahahaha 🙂



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: