Archive for novembro \28\UTC 2008

h1

Das conversas no msn…

novembro 28, 2008

Eu para um amigo querido : “Cara, porque as pessoas são completamente malucas?”

A resposta brilhante; ” O mundo não seria engraçadíssimo se as pessoas não fossem completamente malucas “

h1

Porque as namoradas embarangam

novembro 27, 2008

 

betty20a20feia_200801150945

Uma reclamação frequënte que eu ouço de muito cara por aí, é que quando ele começa a namorar uma menina ela é gerlamente gatíssima, malha, se cuida, se veste bem e etc. E vamos combinar que isso ajudou muito no processo ” se apaixonar” hahaha… O problema é que com o tempo, a menina gatíssima relaxa, engorda, já não se cuida mais como antes e não tá nem aí de ser vista de pijamão. E aí os fofos usam isso como desculpa pra dizer que a relação já não é a mesma coisa, que perde o tesão e etc, que a vizinha gostosa do 506 tá dando o maior mole… 

Pois bem, queridos vamos ser sicneros. Grande parte da culpa das mulheres relaxarem após um tempo de relacionamento é dos HOMENS. Não me matem, eu não estou tirando a culpa das mulheres, que eu acredito que devem se cuidar tipo, não importando a idade e nem se tem 350 anos de casada.

Mas vejam o que geralmente acontece:  na melação do começo do relacionamento  ocara diz que você é linda de qualquer jeito, que não precisa de nada pra ficar bonita e blá blá blá.  Com o tempo ele vai ter ver acordando e indo dormir. E a tendência é que os programas estilo ” cinema- jantar” se tornem cada vez mais frquëntes. Fora as festinhas, e jantares de família e o barzinho com outros casais de amigos. Barzinho significa o que, minha gente? Chopp + algum petisco gorduroso. Então por mais acostumada a malhar que você esteja, acaba comendo mais do que o que normalmente comia. Aí ,é inevitável uma engordadinha.

Outra coisa: dificilmente homens tam lá muito tato para reperar em makes, em uma uma mudança mais sutil no cabelo e etc. Fora os apressidinhos que nunca entendem porque ficamos duas horas nos maquiando ou escolhendo roupa pra sair. E não dificilmente eles vão elogiar o sue esmalte ” 40 graus” ,até proque pro eles você colocava alguma msiturinha e tava ótimo.  Fora os amiguinhos do Hitler que inventam de dizer “ah, com essa blusa não.. ” ” com essa saia não…” Aí, com tanta falta de estímulo é inevitável rolar uma preguiça básica de caprichar mais.

Eu sei que a felicidade de estar com alguém que gostamso pode ser o nosso melhor cosmético, mas devemso sempre pensar que a ” euforia” inicial passa. Não é que se goste menos, não sitna tesão e etc. Mas o fato é que acabamos nos acostumando com a pessoa que está do nosso lado, não tem jeito. E aí um estímulo extra é semrpe bem vindo. E homens são criaturas muuito visuais , não se esqueçam. Como eu li em algum lugar certa vez ” um homem pode amar o seu interior, mas ele faz sexo com o seu exterior”. Bingo! É claro que um relacionamento não é só atração física e sexo, mas isso conta bastante não?

Por isso homens incentivem as suas namoradas a se arrumarem, reparem, elogiem. E também fiquem de olho para não relaxar porque o contrário também é válido hahaha…Mas não há melhor presente no mundo que o sorriso e o brilho nos olhos de uma mulher quando ela é (bem) elogiada. Podem acreditar.

h1

November Rain

novembro 25, 2008

Eu não sei vocês, mas eu sou uma pessoa totalmente inutil em dias frios. Sou carioca e talvez isso explique alguma coisa. Claro que quem é de São Paulo do Sul já deve se acostumar melhor com as chuvas e frio. Mas o Rio de Janeiro é uma das cidades mais deprimentes em dias cinzas. A gente quer pegar uma praia e não dá. Sair de noite desanima e dá uma preguiiça…. Ao contrário do que se possa imaginar a minha imagem não fica nada glamourosa, só quero saber de um pijamão bem quentinho, coberta, filmes e chocolate quente. Ah não preciso dizer que a minha vontade comer porcarias aumenta e muito em dias frios, né? E dá-lhe a comer besteiras. Friozinho só na serra pra se hospedar em um chalé e comer fondue. Ou na Europa pra usar os casacões… Mas aí é outra história.

É nesse clima, que uma das músicas mais perfeitas da história não tem saído da minha cabeça. November Rain, dos Guns ´n Roses é linda, trágica e intensa até na sua duração, algo como 9 minutos. Fala sobre o tempo de cada um, sobre o que desejamos em cada momento da vida. Ouço e fico viajando infinitamente.Cada trecho me faz pensar.  

Aí  vai o vídeo ( porque o clip também é mara e o Alx Rose ainda era gatcheenho hahah)

 

Cause nothing lasts forever, even cold november rain…

E deve fazer sol no fim de semana.

h1

Sobre os livros que mudaram a minha vida II

novembro 23, 2008

olhai-os-lirios-do-campo1

Olhai os Lírios do Campo, de Érico Veríssimo. Porque é lindo,lindo, lindo. Li na escola com uns 14 anos eu acho e me marcou profundamente. Fala do amor mais incrível de todos, aquele amro que liberta, que deseja que a pessoa amada seja feliz não importa onde nem com quem. Era assim que Olívia ( uma das personagens mais apaixonantes que já vi) amava Eugênio. Ambos se conehceram na facudlade de medicina  e eram pessoas de origem hulmide, mas a ambição de Eugênio em construir uma carreira de sucesso acabou por afastá-lo de Olívia. Mas o destino ainda daria cotna de reuni-los. Enfim, não contarei o livro todo.. Quem se interessar, leia porque valhe muuito a pena. Nos faz pensar sobre aquilo que desejamos e sobre o que realmente valhe a pena na vida. Sério.

Alguns trechinhos:

“antes que me esqueça, na gaveta da comoda há um maço de cartas que escrevi de nova italia expressamente ‘pra nao te mandar’. agora pode lê-las todas” ( quem nunca escreveu uma carta para ” não mandar”?)
“Olha as estrelas e tem coragem”
“- Vocês ateus nos querem tirar Deus para nos dar em lugar dele..o que? È o mesmo que tirar pão da boca de quem tem fome e dar-lhe em troca um punhado de cinza ou de areia.
Mas pão, cinza e areia são coisas concretas. Deus é uma abstração.
– Tu não acreditas no sucesso? Pois “sucesso” tbm é uma abstração”
“só tem medo da solidão quem tem medo dos próprios pensamentos”
“Que era q eu tinha feito senão satisfazer os meus desejos, o meu egoísmo? Podia ser considerada uma criatura boa apenas pq não matava, pq não roubava, pq não agredia? A bondade não deve ser uma virtude passiva…”
“No dia em que achei Deus, encontrei a paz e ao mesmo tempo percebi que de certa maneira não haveria mais paz para mim. Descobri que a paz interior só se conquista com o sacrifício da paz exterior.”
‘Deus é tão poderoso que está presente na mente até daqueles que dizem não acreditar na sua existência” ( essa é de arrepiar!)
“E quando o amor ao dinheiro, ao sucesso nos estiver deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar os lírios do campo e as aves do céu.”
“Hoje tens tudo quanto sonhavas: posição social, dinheiro, conforto, mas no fundo te sentes ainda bem como aquele Eugênio indeciso e infeliz, meio desarvorado e amargo que subia as escadas do edifício da faculdade, envergonhado de sua roupa surrada. Continuou em ti a sensação de inferioridade (perdoa que te fale assim), o vazio interior, a falta de objetivos maiores. Começas agora a pensar no passado com uma pontinha de saudade, com um pouquinho de remorso. Tens tido crises de consciência, não é mesmo? Pois ainda passarás horas mais amargas e eu chego até a amar o teu sofrimento, porque dele, estou certa, há de nascer o novo Eugênio”
h1

Fazer tudo certo

novembro 21, 2008

1781

” O amor odeia clichês”, já dizia Martha Medeiros em mais um de seus textos perfeitos. Talvez eu também. Porque tem gente que faz tudo certo. Anota o seu telefone, liga no dia seguinte, chama pra jantar. Pede em namoro depois de um tempo e em casamento depois de um outro tanto. Bingo!

Você foi escolhida. Mas peraí… E se eu quiser escolher? Eu posso estar enganada, mas acho que muitas mulheres por aí foram escolhidas. O cara era gentil, simpático, demonstrava que gostava de você e que merecia uma chance. Foi determinado e resistiu a todos os seus charmes. Viu aquela comédia romântica que você gostava. Te mandou flores com uma certa frequência, além dos recados fofos no orkut e SMS.

Não vacila, liga quando diz que vai ligar e não tá perdidos como o namorado da suas amigas. Tudo  é isso, é ótimo mas apenas se esse cara é nosso escolhido também. Se não, não dá certo. Podem me mandar pra terapia ou rehab, sei lá, mas eu gosto de correr um pouquinho atrás também. Gosto quando o cara não cede de cara aos meus encantos, hehehe. Sou mulher, como qualquer outra e também gosto de mimo, atenção e etc.  Mas sabendo pedir com jeitinho não cara que resista, os homens se sentem lisonjeados quando são escolhidos por uma mulher, podem ter certeza. A não ser que você seja muito baranga hauhauha…Ou que ele não esteja afim meesmo. Aí, fofa parte pra outra porque uma coisa é ser determinada. Outra é ser insistente. E mulher insistente é muito feio. Se o cara já deixou claro que não está afim, cai fora. Ou vai pra mãe de santo. Mas como saber se não arriscar?  Ir um pouquinho atrás do nosso ” escolhido” pode deixar o jogo tão mais divertido, do que ficar que nem uma donzela esperando o cara fazer tudo! O que não quer dizer que eles não tenham que fazer a parte deles, lógico que tem.  E não me venham dizer que não é um jogo, sempre é. Mas pode ser um jogo fantástico!

Eu respeito quem faz tudo certo. Mas ainda prefiro quem me deixa fazer tudo errado…

h1

Fernanda Cunha, querida:

novembro 20, 2008

Deixa eu te ensinar. O cara dá em cima de você.  O cara é casado. Com uma famosa atriz global. Mais precisamente com a Suzana Vieira. Logo você NÃO aceita as investidas do cara. Não importa o que ele diga, tá? Ou será que você não sabia que isso ia dar em confusão? Ah, ele também já tinha um histórico de agressão.

Você é loira, jovem e tchuchuca. Logo podia arranjar um cara jovem e tchuchuco, não esse ex policial mais pra lá do que pra cá. Vai ser difícil convencer alguém de que você não isso para aparacer, gata.

Agora, Suzana Vieira  querida: você já percebeu que o seu marido, agora ex e espero que seja ex pra sempre dessa vez ,é um traste, ou tá difícil?

 

015917699-ex00

I told you I was trouble…

h1

Aprende isso…

novembro 16, 2008

3bonequinha

Algumas coisas só devem ser ditas de óculos escuros. Era assim que eu estava em frente ao prédio dele, e foi assim que ele desceu, lindo, de óculos escuros. Os óculos eram a minha fraqueza diante da coragem toda que eu demonstraria ter. Eram um sinal de que eu era humana, demasiado humana. Tá, esquece Nietszche e se concentra. Tudo era mais intenso ao olhar para ele com aquela parede preta cobrindo metade do meu rosto. Você não precisa desviar o olhar estando com óculos escuros e ao mesmo tempo não precisa encará-lo.

Ele me deu um beijo leve e perguntou como eu estava, falamos sobre trivialidades. Parece que quando temos algo importante a dizer conseguimos pensar em todos os assuntos não importantes para dizer do mundo. ” Você pensa muito”, ele disse em algum momento. Sim, é verdade, eu penso. E vou te dizer não serve pra nada ,só me torna uma crítica e questionadora feroz e me faz achar 99% das pessoas medíocres. Mas quando isso está inrustido em você, não há nada a ser feito. E eu daria tudo para ser idiota e feliz, pode ter certeza.

” Eu gosto de você” disse eu. E ele disse que também gostava de mim, claro que gostava como iria não gostar. Como se fosse óbvio. E como se alguma coisa fosse óbvia para nós mulheres.  De repente me peguei dizendo tudo, tudo o que eu pensava tudo o que era e tudo o que eu gostaria que fosse. Parecia que  quem estava pensando muito agora era ele. ” Eu estou muito bem sozinho, preciso resolver algumas coisas íntimas antes de me relacionar com alguém. ”  Oh those little rejections… Tá, esquece Alanis e se concentra.  Poderia ser a desculpa das desculpas. Amanhã ele se apaixona por alguma pamonhazinha e coloca ” casado” no orkut. Não que essa possibilidade não exista. Mas se eu já não tivesse passado por uma situação na qual poderia surgir o príncipe encantado da minha vida que eu não teria dado a mínima, por estar presa em relação a várias coisas. Não fosse isso, eu o teria mandado pastar mesmo gostando muito dele. Mas as vezes ” o problema é comigo”, é verdade, no meu caso o problema realmente era comigo. Eu já dispensei gente que era pra casar, não dispensei ? Eu tenho os meus pecados a pagar, não tenho?  Até nisso ele era mais parecido comigo do que sequer poderia imaginar.

Mas nada como a sinceridade. Descobrir que se as expectativas não devem existir que não existam então as situações que as criam. E como elas, atrapalham, meu Deus. São elas que me impedem de mandar tudo para o inferno e ir novamente para aquele sofá-cama. Mas infelizmente é impossível ignorá-las.

E descobrir o que devemos fazer e até que ponto podemos ir é uma dádiva. Não é fácil, nunca é, mas não precisa ser tão difícil. ” Eu tenho muito carinho por você”, ele disse.  Eu prometo te dar carinho, mas gosto de ser sozinho livre pra voar…Tá, esquece Exaltasamba e se concentra. A essa altura já não importava tanto de que forma ele gostava de mim. Ele tinha parado para me escutar. E venhamos e convenhamos, quem precisa para para escutar alguém hoje em dia?

Pelo menos agora ele já sabia, e esse era o maior presente que ele poderia ter me dado . Saber.  Não me deixar com caraminholas na minha cabeça ou pensando bobagem, mesmo se as coisas não fossem exatamente do jeito que eu queria. Cada pacote que a vida nos traz tem lá as suas vantagens. É preciso saber usufruí-las.